Uso do sal

Conheça a importância de moderar o consumo de sal na alimentação. Saiba quais as melhores estratégias para evitar os excessos alimentares.

A Organização Mundial de Saúde recomenda a ingestão diária de sal inferior a 5 gramas por dia, embora a maioria da população portuguesa consuma uma quantidade superior.

Ter uma alimentação saudável, evitando o excesso de sal, previne doenças como o cancro, a diabetes e as doenças cardiovasculares, além de reduzir o risco de hipertensão arterial.

 
Reduza o sal adicionado no prato

Uma medida de prevenção é reduzir o sal que adicionamos no prato. Existem pequenos gestos que podem fazer a diferença, promovendo a alimentação saudável.

Por exemplo, durante as refeições, evite ter o saleiro sob a mesa. Na escolha de um produto, opte pelo que tem menos sal indicado no rótulo nutricional.

 
Evite os alimentos ricos em sal

Existem certos tipos de alimentos que devem ser evitados por conterem demasiado sal:

– Prefira os alimentos frescos ou congelados, em vez de refeições já preparadas que contêm demasiado sal;
– Evite o consumo regular de produtos enlatados. Num escorredor, passe-os por água antes de usar;
– Modere o consumo de produtos de charcutaria, de snacks e produtos embalados, tais como batatas fritas ou frutos secos salgados;
– Reduza o consumo de charcutaria (por exemplo, presunto) e enchidos.

 
Cuidados na confecção dos alimentos

Uma boa estratégia é substituir o uso do sal por ervas aromáticas (frescas), por exemplo, salsa, coentros, tomilho ou manjericão, sempre em quantidades generosas, ou, em alternativa, poderá usar especiarias (secas/reduzidas em pó).

Experimente reduzir a quantidade de sal e utilizar sumo de limão e/ou o vinho ou cerveja para fazer matinadas, o que confere um sabor agradável aos alimentos.

Além de dar aroma e cor aos pratos, as ervas aromáticas apresentam uma composição nutricional benéfica para a saúde, já que possuem proteínas, fibras, óleos essenciais, vitaminas, minerais e antioxidantes naturais.

Para potenciar o seu uso, triture-as ou corte-as no momento de servir o prato, aumentando a libertação do seu aroma.

 
Treine o paladar gradualmente

Em suma, adotando as estratégias recomendadas pelos especialistas de saúde, treinará, gradualmente, o paladar para reduzir o sal na alimentação. Por fim, note que este processo é moroso, fazendo parte do que se designa por reeducação alimentar.