Comer bem fora de casa

Fique com estratégias para promover refeições equilibradas e para desfrutar de uma melhor variedade de alimentos, mesmo fora de casa.

É possível comer bem fora de casa, praticando uma alimentação prazerosa e saudável.

A primeira regra é manter o planeamento das refeições a intervalos regulares. Evite “saltar refeições”, precavendo que sinta demasiada fome na refeição seguinte.

Quando faz uma refeição menos saudável, lembre-se que deve sempre compensar no prato seguinte.

 

Estratégias no restaurante

Fique com dicas práticas e estratégias de defesa para comer bem no restaurante:

  • Evite as entradas.
  • Prefira sempre água. Evite os sumos de uma forma geral, pois contêm muito açúcar, seja natural ou adicionado.
  • Sempre que possível, comece a refeição por uma salada ou sopa.
  • Se o prato inclui batata frita, peça para substituir por arroz ou batata cozida.
  • Peça a salada sem tempero e tempere você mesmo, reduzindo o teor de sal e de gordura.
  • Opte por grelhados de carnes magras e peixes, como robalo, frango, espetadas de carne, de peixe e de vegetais, tofu.
  • Não coma as partes queimadas dos grelhados, por serem prejudiciais para a saúde.
  • Inclua saladas ou legumes no prato, não esquecendo as massas ou arroz, grão ou feijão.Se a dose foi muito grande, peça para levar para casa.
  • Em vez de um doce, peça fruta fresca para sobremesa.

 

Estratégias quando sai à rua

Frequentemente os pequenos lanches são feitos fora de casa durante a jornada de trabalho, de escola ou em passeio.

Fora de casa, assegure que leva sempre consigo alimentos frescos, nutritivos e água para se hidratar.

Existe uma grande variedade de alimentos que podem fazer parte de diversas composições de lanches. Eis exemplos de alimentos que são fáceis de transportar:

  • Cenouras em palitos ou tomates cereja (de preferência já lavados);
  • Fruta pronta a comer. A banana é sempre uma opção prática, pois é fácil de descascar. Lave bem os frutos consumidos com casca, por exemplo, maçã, pera ou uvas;
  • Frutos secos já separados em doses, para evitar comer demais;
  • Pedaços ou fatias de queijo;
  • Fatias de pão integral ou de mistura ou sandes mais elaboradas já prontas;
  • Saqueta de bolachas (com pouco teor de gordura, sal e açúcar);
  • Iogurtes sem adição de açúcar, dependendo das condições meteorológicas e de refrigeração para acondicionar os alimentos;
  • Copinhos fechados com gelatina.

Consulte o portal do Programa Nacional de Promoção de Alimentação Saudável da Direção-Geral da Saúde para obter sugestões de lanches saudáveis.