Pré-diabetes

Saiba qual a importância de adotar um estilo de vida saudável e de manter o controlo da sua glicemia, compreendendo o conceito de pré-diabetes.

A pré-diabetes é uma condição em que há um aumento dos níveis de açúcar no sangue (glicemia) que não é, contudo, suficiente para ser classificado como diabetes. Progressivamente, os níveis de açúcar no sangue afetam o organismo e os vasos da circulação de todo o corpo.

A pré-diabetes significa que tem um risco muito aumentado de desenvolver diabetes e que, portanto, deverá informar-se sobre o que deve mudar no seu estilo de vida para reverter esta situação.

 

Como é feito o diagnóstico

A hiperglicemia intermédia (termo técnico de pré-diabetes) é diagnosticada quando o médico deteta, através de análises clínicas, uma ou ambas as seguintes situações:

  • Anomalia da glicemia em jejum: ≥ 110 mg/dL e < 126 mg/dL na glicemia de jejum
  • Tolerância Diminuída à Glicose: ≥ 140 mg/dL e < 200 mg/dL, na PTGO, duas horas após a ingestão de 75 gr de glicose

As pessoas com pré-diabetes podem ter Anomalia da Glicemia em Jejum, quando os valores de glicemia são elevados após o período de jejum, ou Tolerância Diminuída à Glicose, quando os valores estão elevados depois das refeições, ou ambas as condições.

 

Impacto dos estilos de vida

O aparecimento de pré-diabetes encontra-se associado ao excesso de peso, causado pela má alimentação e vida sedentária.

A adoção de um estilo de vida não saudável é responsável por conduzir a desequilíbrios no organismo. A acumulação de gordura, em particular na zona abdominal, resulta num aumento da resistência à ação e num esforço adicional do pâncreas para produzir mais quantidade de insulina (insulinorresistência). Este quadro de saúde interfere em mecanismos hormonais, por exemplo, diminuindo o controlo do apetite.

Por outo lado, as células beta do pâncreas são sobrecarregadas para produzir insulina, sem o mesmo desempenho de outrora, o que leva a uma alteração no funcionamento celular. Gradualmente, o organismo deixa de produzir a insulina suficiente para as suas necessidades ou, nalguns casos, deixa mesmo de ter a capacidade de utilizar a insulina.

Com o aumento da insulinorresistência e as alterações no funcionamento celular, eleva-se o risco de desenvolver diabetes tipo 2.

 

Estratégias de prevenção

A melhor forma de prevenir ou lidar com a pré-diabetes é efetuar uma alteração no estilo de vida: adotar boas práticas de alimentação e fazer atividade física.

A alimentação deve seguir os princípios básicos da roda dos alimentos, nomeadamente um padrão alimentar completo, equilibrado e variado.

A atividade física deve fazer parte da vida diária, de forma a combater o sedentarismo. Além disso, é recomendado praticar exercício físico de uma forma regular.

Estes dois fatores são as estratégias adequadas para alcançar um peso saudável. Ao evitar o excesso de peso e a obesidade, estará a diminuir o risco de desenvolver diabetes.

É também essencial visitar o seu médico de forma regular e realizar as análises e os exames recomendados, incluindo o rastreio de diabetes.